terça-feira, 26 de julho de 2016

Coros da Divisão de Música abrem vagas para crianças e adolescentes

A Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL está abrindo uma nova turma de coral Infantil destinado para crianças e adolescentes de 6 a 13 anos. O início das atividades desse coral estão previstas para o dia 12 de agosto. O coro Juvenil também tem vagas abertas para jovens de 14 a 20 anos.
Os ensaios do coro Intantil 1 serão realizados nas quintas-feiras, das 18h30 às 20h e do Infantil 2, nas sextas-feiras, das 10h às 11h. Para participar os alunos devem fazer um teste (veja as datas disponíveis abaixo). O coro Juvenil tem ensaios nas segundas e quartas-feiras, das 18h às 20h e a audições de teste serão realizadas no horário dos ensaios.
A Divisão também conta com o Grupo Vocal Épocas e mais três coros, o Adulto (20 anos ou mais), o Tempos Dourados (com alunos da terceira idade), e o Estudantil, com alunos da UEL.

Coro Infantil 

As datas disponíveis para os testes do coro infantil são:

27/07 (quarta-feira) – das 11h às 12h e das 17h às 18h30min
28/07 (quinta-feira) – das 17h às 18h30min
29/07 (sexta-feira) – das 9h às 11h
01/08 (segunda-feira) – das 17h às 18h30min
02/08 (terça-feira) – das 11h às 12h
03/08 (quarta-feira) – das 11h às 12h e a das 17h às 18h30min
04/08 (quinta-feira) – das 17h às 18h30min
05/08 (sexta- feira) – das 9h às 11h 
08/08 (segunda-feira) – das 17h às 18h30min
09/08 (terça-feira) – das 11h às 12h
10/08 (quarta-feira) – das 11h às 12h e das 17h às 10h30min
11/08 (quinta-feira) – das 17h às 18h30min

Para mais informações ligue na Divisão de Música 3322-5224

Coro Juvenil

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Festival Internacional de Música de Londrina - Programação 21 de Julho

Banda de Música do 36º FIML

Apresentação da Banda Sinfônica do 36º FIML sob a regência de Lélio Alves e Celso Benedito
Local: Shopping Aurora
Horário: 16h


Série Petrobras apresenta
Recital de alunos

Piano da classe de Julija Botchkovskaia

Local: Centro Cultural SESI/ AML
Horário: 17h
Gratuito

Série Petrobras apresenta
Recital de alunos

Violão da classe de Tabajara Belo


Local: Centro Cultural SESI/ AML
Horário: 18h30
Gratuito

Estreia do espetáculo Araca, Arquiduquesa do Encantado


Araca, Arquiduquesa do Encantado” entra na programação do 36º Festival Internacional de Música de Londrina nesta quinta-feira (21) às 18h30 no Circo Funcart. Os ingressos custam R$5,00 (preço único).
Local: Circo Funcart
Horário: 18h30
Ingressos: R$5,00 (preço único)

Concerto Unopar

Concerto de Encerramento do 36º FIML


Sob a regência do maestro espanhol Josep Caballé Domenech, a Orquestra Sinfônica Jovem apresentará obras de Dvorak, Bernstein, Villa Lobos e Grieg. O diretor artístico do FIML, Marco Antonio de Almeida será o solista convidado.
Local: Catedral Metropolitana
Horário: 20h30
Ingressos: R$30,00 e R$15,00 (meia entrada)

Vivo Apresenta
Festival by Night

Festa de Encerramento

DJ Nezzo
Banda Homens e Caranguejos
Um dos arquitetos da Cultura Hip-Hop do Brasil, sendo pioneiro na construção dessa arte no Rio Grande do Sul há mais de 30 anos. Usando sempre como instrumento principal o Toca-discos.
Na sequência, Homens e Caranguejos banda Londrinense, que tem como principal influência musical o mangue-beat se apresenta, encerrando de forma festiva, o 36º FIML.
Local: Bar Valentino
Horário: 22h
Ingressos: R$10,00 e R$5,00

quarta-feira, 20 de julho de 2016

"E se vivêssemos todos juntos?" no Cine Com-Tour

SINOPSE 

Annie (Geraldine Chaplin), Jean (Guy Bedos), Claude (Claude Rich), Albert (Pierre Richard) e Jeanne (Jane Fonda) são melhores amigos há mais de quatro décadas. Enquanto os dois primeiros e os dois últimos são casados, o do meio é um tremendo solteirão convicto, que não se cansa de aproveitar a vida. Quando a saúde deles começa a piorar e o asilo se apresenta como solução para um deles, surge a ideia de todos morarem juntos. Mas a novidade acaba trazendo a reboque algumas antigas experiências, que irão provocar novas consequências na vida de cada um.



CRÍTICA

Por Luiz Zanin
A terceira idade (ou, no infeliz eufemismo, a “melhor idade”) é uma questão europeia, que começa também a aparecer no Brasil por causa do envelhecimento da população. Mais pessoas chegam à idade avançada, o que é vantagem pelo aumento da expectativa de vida, mas um problema adicional para famílias, cônjuges e a previdência social. Nesse nicho, ocupado recentemente por Hotel Marigold, inscreve-se também esse delicado filme francês E Se Vivêssemos Todos Juntos, de Stéphane Robelin.


Cinco amigos – dois casais e um solteirão mulherengo – se conhecem há mais de 40 anos e começam a enfrentar os problemas da velhice. Uma das mulheres se descobre com câncer, e esconde a doença do marido, este já um tanto esclerosado. Outro casal vive numa casa muito grande e sente-se solitário, pois os filhos já se foram há muito tempo e os netos não encontram muita motivação para visitá-los. O solteirão emprega seu tempo – e dinheiro – em prol das prostitutas da vizinhança, até descobrir que seu coração e outras partes da anatomia já não respondem como antes.
Com um elenco de grandes atores e atrizes, Robelin consegue ser agradável, divertido e razoavelmente realista nessa sua abordagem da terceira idade. Jane Fonda e Geraldine Chaplin são as duas mulheres, Jeanne e Annie. Seus maridos são Albert (Pierre Richard) e Jean (Guy Bedos). O dom juan é Claude (Claude Rich). Ao quinteto se une um companheiro muito mais jovem, Dirk (Daniel Brühl, de Adeus, Lênin), no papel de cuidador informal quando os mais velhos decidem resolver seus problemas morando juntos, o que é expresso pelo título do filme.
O melhor de E se Vivêssemos Todos Juntos é o senso de humor com que trata de situações propensas ao drama. O humor não esconde a realidade. Olha para ela e a tempera de humanidade. Quando um deles se espanta de que em abrigos para idosos só se encontre gente velha, parece dizer o óbvio. Mas esse óbvio fica engraçado vindo de alguém que parece um tanto fora de foco. E, além disso, aponta para o fato desagradável de que muitas vezes essas veneráveis instituições se transformam em depósitos de pessoas dependentes.
Desses achados, e de outros, vive o filme. Como o da pessoa que deseja um  caixão “mais alegre”para se enterrar, porque as cores dos tradicionais lhe parecem muito deprimentes. Lembra um pouco a personagem Zulmira, de A Falecida, de Nelson Rodrigues, cujo único sonho de vida era um enterro de luxo. Essa brincadeira um tanto fúnebre tem efeito de atenuar a meditação sobre a morte – inevitável em qualquer tipo de obra medianamente realista sobre o tema.
O que não torna E se Vivêssemos Todos Juntos um filme mórbido em momento algum. Pelo contrário, é muito mais um elogio à vida, que deve ser saboreada da melhor maneira possível, até o inevitável fim. Para isso, toca também num dos poucos temas verdadeiramente tabus da contemporaneidade – o sexo na terceira idade. A nossa hipócrita sociedade aguenta muita coisa, menos que os nossos velhinhos continuem a desejar, o que obviamente eles fazem até o fim.

Serviço

Cine Com- Tour (Avenida Tiradentes, 1241 - Londrina)
Sessões: diariamente às 16h e às 20:30h
Ingressos: R$12 e R$ 6 (meia)

terça-feira, 19 de julho de 2016

Festival Internacional de Música de Londrina - Programação do dia 20 de Julho

Música sobre rodas

O evento “Música Sobre Rodas” leva a música do Grupo Entre Nós em ônibus do Transporte Coletivo da cidade.
Horário: 8h da manhã, Linha 405 – Maria Cecília (Zona Norte)
Saída do Terminal Urbano Central


Banda de Música do 36º FIML – Maestro por um dia

Apresentação da Banda Sinfônica do 36º FIML sob a regência de Lélio Alves e Celso Benedito, com direito a surpresas na apresentação
Local: Calçadão
Horário: 11h


Série Petrobras apresenta
Recital de alunos

Classe de viola do profº Jairo Chaves

Local: Colégio Mãe de Deus - sala 18M
Horário: 17h
Gratuito


Série Petrobras apresenta
Recital de alunos

Cenas de Ópera

Apresentação de grandes árias de conhecidas óperas com a participação de alunos do FIML, enfatizando o aspecto interpretativo, priorizando dicção, fraseado e estilo. A coordenação é do maestro Alessandro Sangiorgi
Local: Teatro Zaqueu de Melo
Horário: 18h15
Gratuito


O Grande Circo Místico

Segundo dia de apresentação do “O Grande Circo Místico” com direção cênica de Sílvio Ribeiro e direção geral de Celso Branco, que narra a história do amor entre um aristocrata e uma acrobata e a saga da família proprietária do Grande Circo Knieps. Para a montagem londrinense, a obra teve as partituras especialmente arranjadas e privilegia o formato do canto coral acompanhado de piano ou mais instrumentos, com trechos voltados para solistas.
Local: Circo Funcart
Horário: 18h30 e 20h30
Ingressos: R$30,00 (R$15,00 meia)


SESI Cultural Apresenta

Minha vida é meu Sertão

Mescla da música, da poesia, da imagem e do cenário para descrever o sertão brasileiro. Paisagens de riquezas exuberantes, a necessidade da partida, a saudade doída e a apoteose do retorno são os momentos que descrevem a saga do sertanejo, com suas paixões e medos, com suas alegrias e tristezas.
Local: Centro Cultural SESI/ AML
Horário: 20h
Ingressos: R$10,00 (R$5,00 meia)


BNDES Apresenta

Noite de Gala

Artistas e professores do 36º FIML apresentam os melhores momentos do repertório barroco, clássico, romântico e contemporâneo. Uma festa para os ouvidos, um bálsamo para a alma!
Local: Teatro Crystal Palace
Horário: 20h30
Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia entrada)


Vivo Apresenta

Festival By Night – Angela Maria e Bacalhau Samba Rock Clube

A Banda Bacalhau e a cantora lírica londrinense Ângela Maria contempla ós grande sucessos da cantora Ângela Maria, além de músicas inéditas do Grupo Bacalhau Samba Rock clube.
Local: Bar Valentino
Horário: 22h
Ingressos: R$10,00 e R$5,00 (meia entrada)

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Festival Internacional de Música de Londrina - Programação do dia 19 de Julho

Recital de Alunos

Série Petrobras Apresenta
Centro Cultural SESI/ AML
- Quinteto Villa-Lobos e alunos
Horário: 18h30
Gratuito


O Grande Circo Místico


Das apresentações com alunos do FIML, destaque para “O Grande Circo Místico” com direção cênica de Sílvio Ribeiro e direção geral de Celso Branco, que narra a história do amor entre um aristocrata e uma acrobata e a saga da família proprietária do Grande Circo Knieps. Para a montagem londrinense, a obra teve as partituras especialmente arranjadas e privilegia o formato do canto coral acompanhado de piano ou mais instrumentos, com trechos voltados para solistas.
Local: Circo Funcart
Horário: 18h30
Ingressos: R$30,00 (R$15,00 meia)


Sinpro Convida

Camerata do 36º Festival Internacional
de Música de Londrina

A Camerata do 36º FIML composta por vinte músicos apresentará em noite de gala, As Quatro Estações de Antonio Vivaldi e as Estações Portenhas de Astor Piazzolla, com solo e regência do grande violinista alemão Gustav Frielinghaus.
Local: Teatro Marista
Horário: 20h30
Ingressos: R$30,00 (R$15,00 meia)


Festival By Night – Terça Tilt

Festa quinzenal de discotecagem realizada desde 2003, sempre com participação de dois DJs. Os estilos musicais variam de indie rock a electropop passando por ritmos black. Uma das baladas prediletas do público universitário de Londrina e região.
Local: Bar Valentino
Horário: 22h
Couvert Artístico: R$ 10,00 (na hora)



quinta-feira, 14 de julho de 2016

Festival Internacional de Música de Londrina - Programação do dia 15 de Julho

Música e Saúde
Em mais uma edição do FIML, a série “Música e Saúde Unimed” leva grupos musicais, formado por alunos de flauta e violino para uma apresentação leve e alegre a três hospitais de Londrina. Confira os horários:
- 9h20 Mater Dei
- 10h Hospital Evangélico
- 10h40 Hospital Infantil


Ciclo de Palestras
A Saúde do Músico
A contribuição da Educação Somática na Saúde do Músico
http://www.fml.com.br/noticias/imagens/spacer.jpgA palestra com a fisioterapeuta Débora Beckner fala sobre a sobrecarga que o músico é submetido durante as apresentações e extensos períodos de estudo e ensiao. Estudos apontam que as disfunções musculoesqueléticas relacionadas à prática instrumental atingem acima de 70% dos componentes de orquestras.
Local: Colégio Mãe de Deus – sala 21
Horário: 17h
Ingressos: Gratuito

Kids Festival – Unopar
Orquestra Infanto-juvenil de cordas e flauta doce

Neste espetáculo, crianças de 8 a 12 anos aprendem e praticam o repertório coral, resultando na integração de grupo, brincadeiras musicais, desenvolvimento artístico/expressivo e expansão do universo sonoro.
Local: Royal Plaza Shopping
Horário: 18h
Gratuito

Banda Marcial Marcelino Champagnat

Teve seu início em 2013, sob a direção artística e musical do Maestro Gilberto de Queiroz. É formada por crianças e adolescentes entre 9 e 18 anos. O repertório vai do clássico a temas populares, folclóricos, de filmes, marchas e dobrados militares. Conta também com os professores de trompa Marcelo das Virgens e de percussão Vinícius Lordelos.
Local: Concha Acústica
Horário: 18h15
Gratuito

Vivo Apresenta
Recital de Piano
Piotr Oczcowski
O pianista polonôs executa dois dos maiores nomes da música polonesa: Frederick Chopin( 1810-1849) e Karol Szymanowski (1882-1937).
Local: Teatro Fênix - Apucarana
Horário: 20h
Gratuito

Concerto Caixa
Quinteto Villa Lobos

O Quinteto Villa-Lobos não é apenas o mais antigo grupo de música de câmara em atividade ininterrupta no Brasil: é também o grupo brasileiro pioneiro em romper as fronteiras entre erudito e popular, combatendo preconceitos e mantendo-se irrepreensível no território da melhor música, sempre se apresentando com artistas renomados dos dois universos musicais.
Local: Teatro Crystal
Horário: 20h30
Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia entrada)

Festival Internacional de Música de Londrina - Programação do dia 14 de Julho

Petrobras Apresenta
Neuma Ensemble Universitário de Música Antiga
“Oriente e Ocidente” – Viagem Sonora às Tradições
O Neuma Ensemble apresenta repertórios de origem judaica, árabe e cristã desde os séculos VI ao XV, com um recorrido dos ecos da trad. oral da sinagoga, da mesquita, da igreja católica, onde se realizava a música como encontro com a Divindade do Criador e das salas dos castelos como entretenimento.
Local: Centro Cultural SESI/ AML
Horário: 18h15
Ingressos: R$10,00 e R$5,00 (meia entrada)

Petrobras Apresenta
Tabajara Belo
Violonista de destaque na cena musical, dono de um estilo que abriga sólida formação erudita e grande fluência na música popular, recria em arranjos vigorosos, pérolas da canção brasileira de ontem e de hoje.
Local: Teatro Zaqueu de Melo
Horário: 18h15
Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia entrada)

BNDES Apresenta
Julija Botchkovskaia

A pianista ucraniana apresenta obras de Scarlatti, Haydn, Prokofiev e Chopin em recital único.
Local: Teatro Crystal Palace
Horário: 20h30
Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia entrada)

Vivo Apresenta
Festival By Night - Adriano Grineberg Comemora 25 anos de Carreira e o Prêmio Profissionais da Música 2016
Adriano Grineberg é pianista, compositor, arranjador e cantor. Construiu uma sólida carreira que o coloca como um dos principais nomes do Blues contemporâneo no Brasil. É um verdadeiro “Showman”, e faz ao lado de sua banda uma apresentação com total interação com o público, transcendendo o Blues e o reverenciado como uma expressão universal numa viagem que vai além de um gênero musical, localidade ou época específica.
Local: Bar Valentino
Horário: 22h
Ingressos: R$15,00 e R$7,50 (meia entrada)

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Festival Internacional de Música de Londrina - Veja a programação de hoje

Dia 13 de julho – Quarta-feira

Série Petrobras apresenta
ChampaBrass Quinteto

Formado pelo Maestro Gilberto de Queiroz e os chefes de naipes da Banda do Colégio Marcelino Champagnat, o repertório do ChampaBrass vai do clássico como Bach e Mozart a temas populares e de filmes, mas sem deixar de reforçar sua principal influência: as músicas de bandas, como os dobrados e marchas de John Philip Sousa.
Local: Teatro Zaqueu de Melo
Ingressos: R$12,00 e R$6,00 (meia entrada)




Ciclo de Palestras
Aula Show
Do Lundu ao Samba - aspectos rítmicos do universo do choro

Bate papo com os professores do Festival Jayme Vignoli, Marcílio Lopes, Paulo Aragão e André Vercelino, onde serão considerados vários aspectos do universo do choro como matrizes rítmicas, peculiaridades rítmicas de cada gênero, transcrição, melodia, articulação, harmonia, arranjo e composição. Como material de apoio os professores utilizarão gravações, vídeos e apresentações multimídia, além de tocarem ao vivo.
Local: Centro Cultural SESI/ AML
Horário: 18h15
Gratuito

Unimed Convida: Vamos à Ópera?
Opereta O Morcego

A opereta cômica O Morcego, com direção geral e musical da premiada soprano Mirna Rubim, fundadora do Estudio VOCE, e direção cênica de Menelick de Carvalho, estreou em janeiro de 2016 no Teatro Princesa Isabel, no Rio de Janeiro.
Local: Teatro Marista
Horário: 20h30
Ingressos: R$30,00 e R$15,00 (meia entrada)


Vivo Apresenta
Festival By Night – “O que é que a baiana tem?”


Homenagem a Carmem Miranda
Show com grandes sucessos de Carmem Miranda, também conhecida como a "Pequena Notável" que encantou o Brasil e o exterior com seu carisma e talento.
Local: Bar Valentino
Horário: 22h
Ingressos: R$10,00 e R$5,00 (meia entrada)



terça-feira, 12 de julho de 2016

"Entre Vales" no Cine Com-Tour

"Entre Vales"


Data de lançamento 8 de maio de 2014 (1h 20min)
Direção: Philippe Barcinski
Elenco: Ângelo AntônioMelissa VettoreInês Peixoto mais
Gênero Drama
Nacionalidades BrasilUruguaiAlemanha

SINOPSE 

Não recomendado para menores de 12 anos
O economista Vicente (Ângelo Antônio) é casado com a dentista Marina e pai de Caio. Ele leva uma rotina normal no trabalho e em casa, mas a sua vida vai passar por uma profunda transformação. Após viver duas perdas, ele vai descobrir novas emoções e tentar se redescobrir.

Trailer


Crítica

Por David Arrais
Até que ponto grandes mudanças podem mexer na vida de uma pessoa? O que é preciso acontecer com alguém, o que é preciso perder pelo caminho, para que sua vida deixe de fazer sentido e torne necessário abandonar tudo aquilo pelo que lutamos e trabalhamos ao longo de nossa existência? Essas e outras questões são debatidas de forma sutil em “Entre Vales”, obra premiada de Phillipe Barcinski.
Vicente (Ângelo Antônio) é um economista que trabalha em uma empresa de consultoria, especializada em serviços sanitários. Ele é pai de Caio (Matheus Restiffe), fruto de seu casamento com Marina (Melissa Vettore). No entanto, depois de várias mudanças em sua vida, ele vai do céu ao inferno em um curto espaço de tempo.
Esta sinopse, aparentemente batida, poderia facilmente se tornar um mero “produto” cinematográfico, com uma história simples e monótona que, com os artifícios certos, atingiria grande parte do público, teria uma bilheteria considerável e iria alçar o nome do diretor e roteirista Phillipe Barcinski a novos sucessos em dramas fáceis ou comédias globais. Porém, a primeira preocupação de um artista não é com o resultado financeiro de sua obra, e sim em realizar um trabalho de alta qualidade, ser reconhecido por seus pares e por seu público, ainda que restrito. E nisso os realizadores acertaram em cheio.
Apesar de alguns problemas de ritmo no início, quando ainda estamos nos familiarizando com os personagens, a trama segue com fluidez, alternando vários momentos da vida de Vicente. E essa constante alternância da narrativa, além de exacerbar o contraste entre tais momentos, instiga a curiosidade do público para descobrir como houve uma mudança tão brusca na vida daquele homem, em especial, e qual foi o acontecimento fundamental para essa ruptura.
Ângelo Antônio consegue transmitir todos os sentimentos e as angústias de seu personagem com uma interpretação arrebatadora. A vida monótona e depressiva de Vicente é construída aos poucos, em pequenos detalhes de sua interpretação, porém ainda existem pequenas faíscas em seu olhar, como quando está em ação no seu trabalho ou quando passa algum tempo próximo ao filho. Entretanto, quando o vemos em seu segundo momento, percebemos que aquela chama está totalmente extinta. Vicente se torna alguém que simplesmente sobrevive, que vive um dia após o outro.
Todo esse caldeirão de emoções é completo pelos demais elementos visuais: a fotografia saturada, quase em preto e branco, utilizada nos lixões por onde o protagonista passa, reforça aquela solidão, assim como nas passagens no escritórios das empresas onde ele frequenta. As únicas cenas em que vemos cores vivas e quentes são aquelas compartilhadas por Vicente e Caio.
Outro grande mérito do filme reside nos subtextos e alegorias visuais, espalhados por toda a fita: a purificação pela água, as rimas visuais, ainda que óbvias, como o fato de Vicente ir morar no lixo; uma esteira por onde correm toneladas de lixo que remetem a um fato marcante de sua vida e até a sutileza do título da obra, que remete aos altos e baixos pelos quais os personagens passam.
Para coroar e unir tamanho esmero técnico surge o trabalho excepcional de Barcinski, ele consegue reunir o talento de Ângelo Antônio (ainda que não consiga extrair grande coisa dos demais membros do elenco), com a simplicidade da trilha sonora (inteligentemente ausente por quase toda a projeção) e a primorosa montagem de forma coesa e equilibrada. Por tudo isso, ficam perfeitamente justificados todos os prêmios recebidos em diversas mostras e festivais.


ATENÇÃO: Devido ao Festival Internacional de Música de Londrina as sessões das 16 horas foram canceladas, mantendo apenas as sessões das 20h30min.

Serviço

Cine Com- Tour (Avenida Tiradentes, 1241 - Londrina)
Sessões: diariamente às 20h30min
Ingressos: R$12 e R$ 6 (meia)
O filme ficará em cartaz até o dia 20 de Julho

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Concerto de música Barroca será realizado na Divisão de Música


A Área de Música Historicamente Informada da Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL se apresentará na Divisão de Música no próximo sábado, um recital com instrumentos barrocos e repertório dos séculos XVII e XVIII. A música de câmera estará representada pelos músicos Cecília Peçanha (Flauta doce) – Bélgica/BR, Arthur Alves (Violoncelo), Pedro Liro (Guitarra Barroca) e Plínio Machado (Viola da Gamba). 
O repertório consta de sonatas de M. Blavet, Grounds ingleses, e trio sonatas de Telemann e J.B de Boismortier, além de solos de Vitali e degliAntoni. A entrada é franca mas o número de lugares é limitado.

                                           



CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O PROGRAMA


Serviço

Concerto de Música Barroca
Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL – Tupi, 210
Sábado, 09 / 07
17h - Entrada franca
(lugares limitados)